(Nem tanto) Sobre a greve dos caminhoneiros

**Antes de mais nada, já escrevi um outro post explicando o nosso ‘sumiço’ no blog, mas achei mais pertinente postar esse texto primeiro por ainda estar bem fresquinho…**

Resolvi passar por aqui rapidamente e escrever um pouco sobre a greve dos caminhoneiros. Na verdade, não é sobre a greve dos caminhoneiros, mas apenas compartilhar meu sentimento como cidadã brasileira que vive fora do país. Não tenho dados estatísticos, econômicos ou históricos para dividir, até porque isso aí os ‘especialistas’ no Facebook compartilham a todo momento.

Com frequência, quando acontece algo de grande impacto no Brasil como esse movimento, recebemos mensagens de amigos e familiares dizendo: “Ainda bem que vocês não moram aqui”. Por um lado, eu concordo, mas por outro quero dizer que mesmo não morando há quase 9 anos no Brasil, me importo e muito com o que acontece por lá. Brasil é o país que eu nasci, cresci, conheci meu esposo, me casei, firmei minha fé, tenho minha família de origem e muitos amigos. É um país que vejo grande potencial por ter um povo trabalhador, alegre e determinado; país com uma localização privilegiada, com uma natureza invejável, uma cultura de deixar muitos estudiosos de queixo caído. Sim, esse é o Brasil que eu vejo. Sei que virão pessoas dizendo: “Ah! mas o Brasil não está mais assim. Muita coisa mudou…” – também sei disso, pois acompanho os telejornais. Me sinto triste ao ver notícias de corrupção do alto escalão e mais triste ainda, quando ouço notícias de corrupção da população comum.  Trabalhei por vários anos indiretamente para o governo do meu Estado e me sentia inojada ao ver tanta sujeira. Me recusei a participar de ‘esquemas’ e senti na pele as ameaças por parte dos envolvidos. Isso foi também um dos motivos que me fez querer morar em outro país; queria experimentar um lugar onde a justiça fosse aplicada de verdade e eu tivesse os meus direitos e deveres garantidos por lei. Não me mudei por causa das ameaças, nunca me intimidei por elas, mas saí por querer viver experiências novas.

Ao chegarmos no Canadá, me deparei com um país extremamente organizado e prático e logo me identifiquei com isso. É claro que têm várias coisas aqui que eu não concordo ou acho que poderiam melhorar em muito, mas depois de quase 9 anos vivendo aqui, percebo que é possível sim, viver com dignidade, justiça e liberdade. É possível sim ter ‘Ordem e Progresso’ e isso é o que eu mais desejo para o MEU Brasil. Por duas ou três vezes tivemos o desejo de voltar a morar lá, mas após avaliar as situações, preferimos continuar por aqui até quando Deus nos enviar de volta. Tenho orgulho em ser brasileira e passo isso pra minha filha. Ela é canadense-brasileira e eu brasileira-canadense. Ela cresce falando fluentemente o português, assistindo Galinha Pintadinha, passa as férias comendo Chicabon, coxinha e suco de acerola.  Eu não permito que um governo corrupto e uma parte da população egoísta me desanimem; pelo contrário, isso me dá ainda mais forças para continuar a dizer: Eu sou brasileira e uma típica brasileira pode sim ser honesta, trabalhadora, preocupada com o meio ambiente e muito mais.

Talvez você esteja pensando: “Fácil pra você falar isso porque não está vivendo aqui no caos total.” Concordo em partes. Quando não estamos vivenciando algumas coisas na pele, fica mais fácil falar. Mas quando a gente está fora da situação, a gente consegue ver coisas de uma outra perspectiva e são com esses olhos que escrevo esse post hoje. Consigo ver um povo que quer e vai fazer uma grande e boa mudança no país. Um povo que está se informando cada vez mais. Um povo que não se recua ao ter que exercer seus deveres e sente muito prazer em desfrutar dos seus direitos. Não precisamos nos reinventar, mas precisamos nos redescobrir como pessoas, como cidadãos. Oremos por um Brasil mais cheio de Deus e menos de nós mesmos!

copo cheio

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Brasil. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s