Pérolas do dia a dia no Canadá

Mesmo morando e trabalhando aqui há mais de 6 anos (isso tudo!?), ainda acho muito legal as diferenças de comportamento das pessoas de culturas diferentes. Sei que estas diferenças estão também presentes na cultura diária das empresas brasileiras, mas acho que aqui elas se intensificam um pouco mais🙂

As situações abaixo são verídicas, somente não vou citar em qual empresa aconteceram, para evitar qualquer exposição.

Contato físico:

Aqui eles prezam muito pelo physical space/boundaries, que nada mais é que o espaço entre você e a outra pessoa que está conversando. Não chegue MUITO perto e sempre deixe um espaço confortável (exceto no TTC na hora de rush, aí os bons modos vão para as cucuias, afinal, ninguém pode se atrasar para o trabalho😛, que o diga a esposa que passou por isto estando grávida)

personal-space-cartoon-picture

 Se você não “adivinhar” a nacionalidade da pessoa pelo sotaque, o estilo de fazer contato físico pode dar alguma dica. Os latinos são no geral os que mais “gostam” de tocar e abraçar as pessoas.

Causo: Uma vez fui a um jantar de confraternização da empresa da esposa e apesar de não conhecer a diretora da Aline, já tinha ouvido falar tanto dela que acho que criei uma afinidade no psicológico que quando a Aline me apresentou, eu não hesitei e já fui para dar beijos e abraço :-0 como se a conhecesse há anos kkk…. Ela ficou um pouco sem graça com a situação (ou não esperava), mas foi super educada e disse: “Ah, no Brasil vocês tem costume de cumprimentar com quantos beijos?” e eu como um bom mineiro, disse que 3 beijos; e lá fui eu dar 3 beijos e um abraço na diretora da Aline. Apesar da situação ter sido estranha, foi uma ótima maneira de quebrar um pouco o ‘gelo’ inicial e já bater um papo gostoso com ela🙂. É claro que a Aline ficou o restante da noite me zoando e quando ela me apresentou para o restante da equipe, rolou somente um handshake (aperto de mão).

Horários:

Normalmente aqui as pessoas tendem a respeitar mais os horários, então se você for convidado para uma festa de canadenses que está programada para 7pm, pode chegar às 7pm que a festa estará rolando e não vão achar que você chegou cedo. E lembre-se que a maioria das festas também tem horário para acabar. Portanto, se no convite diz de 7pm às 10pm, pode esperar que 10pm não terá mais ninguém (isto vale para festas até mesmo na casa das pessoas).

Causo: Uma situação engraçada que aconteceu no trabalho: Minha colega de trabalho tinha uma reunião com seu gerente às 11:30am para uma avaliação 1×1, ela olhou para o relógio e era 11:33am então ela ficou revoltada pela falta de respeito dele em deixá-la esperando para a reunião.

Causo 2: Meu horário de trabalho vai até às 4:30pm e o do meu colega do lado vai até às 5pm. TODOS os dias que eu ainda estou na minha mesa às 4:40pm ele vira para mim e solta: “O que está acontecendo? Porquê ainda não foi embora?” (agradeço a Deus por trabalhar em uma empresa que preza qualidade de vida, e se fico depois do horário, principalmente porque a chefia pediu alguma coisa urgente, meu gerente até pede desculpas e diz para compensar aquelas horas/minutos depois… é mole???).

Causo 3: É sexta-feira 3:00pm, e do nada, meu gerente vira para nossa equipe e diz: “Se vocês estiverem com o trabalho em dia, sintam-se à vontade de irem para casa mais cedo para curtir o fim de semana”. E muitas pessoas na verdade não vão para casa, pois precisam terminar suas atividades (responsabilidade acima de tudo).

Horário de almoço:

Não sei se já falei que a cultura aqui é a de levar marmita para o trabalho, e isto vale para o carinha do almoxarifado ao presidente da empresa. Comer comida de casa é sinônimo de ser saudável por aqui e claro, economia também (apesar das diferenças salariais rsrsrs).

luncheon-clipart-lunchtime_2

O grande “prazer” de uma colega de trabalho é na hora do almoço conferir o que todos estão comendo (não somente ela, mas muitos fazem isto e este comportamento se repetiu em todas as empresas que já trabalhei por aqui). TODOS OS DIAS é um tal de: “Nossa! A comida do fulano está com uma cara tão boa!” ou “Nossa! Fulano trás arroz todos os dias, ele deve realmente gostar de arroz, né?” rsrsrs… Mas a melhor de todas foi essa (lembre-se que são fatos verídicos): “Nossa! Fulano foi comprar comida 3 dias seguidos (isto mesmo, parece que a fulana ainda marca no calendário, kkk…), alguma coisa deve estar acontecendo na casa dele.” Aí o fulano chega com sua comida comprada (comida nada, um sanduíche do Subway ou Tim Hortons) e a tal vira para a pessoa e fala: “Ehhh.. sua esposa não está te tratando bem nestes últimos dias, né?” (um pouco de brincadeira no tom de voz, é claro).

Vou parar por aqui, pois o post já ficou super grande, mas tem mais estórias (causos) que vou guardar para contar depois🙂. Aline também está cheia deles e depois conta aqui.

Esta entrada foi publicada em Diversos, Trabalho. ligação permanente.

4 respostas a Pérolas do dia a dia no Canadá

  1. Adorei os causos!! Muito bom já saber previamente o que enfrentarei e não passar vergonha. Contem mais!!

  2. Hahahahah adorei! E eu achava que todo mundo era bem reservado, essa questão da comida mostra o contrário. Alguns são bem intrometidos! Escreva mais, adorei o post

  3. Nayda Cabral diz:

    Adorei o post!! Bem interessantes esses costumes!!

  4. hahahah Adorei os causos! Estou vivendo aqui no Canadá há pouco mais de 6 meses e também já tenho vários assim! É muito engraçado esse choque cultural, né?! Mas logo a gente se adapta e vai entrando na deles!
    Parabéns pelo blog, adorei!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s