Projeto Gourmet – Mês 3 – Culinária Etíope

Como mês passado o país escolhido foi de uma cozinha super tradicional e conhecida, neste mês resolvemos fazer o oposto. Infelizmente (ou felizmente) ficamos a maior parte do mês no Brasil e não tivemos muito tempo para experimentar restaurantes diferentes, mas o que fomos já valeu a aventura.

Março foi mês de Etiópia para nosso projeto gourmet. Convidamos um casal de amigos corajosos (Carol e Conrado do blog Bem no Canada) e fomos comer com a mão, literalmente.

ETIOPIA 273

Fazendo minha pesquisa inicial de qual restaurante ir, já me surpreendi de cara com tantas opções. Tem inclusive um post do blogto com a lista dos melhores restaurantes Etíopes de Toronto (vejam aqui).

flagge-aethiopienO restaurante visitado foi o Lalibela que fica localizado na 869 Bloor St W (eles possuem uma segunda filial na Danforth). Pelo que vi em alguns reviews, o restaurante parece ser bem requisitado para jantar, mas fomos almoçar e não tivemos nenhum problema em conseguir uma mesa (vale lembrar que eles fazem reserva através do site deles).

IMG_20150328_135054 (2)

Como qualquer coisa que pedíssemos do menu seria novidade para gente (e mais uma vez nos surpreendemos com tanta opção), eu escolhi um platter (prato grande) com pequenas porções de carne de carneiro e frango (doro wat), lentilha, beterraba, alface, tomate, molho de milho, ervilha, repolho.

2015-03-31 ETIOPIA1

Aline, Carol e Conrado foram de diferentes variações de tibs. O da Aline era uma carne de carneiro grelhada com cebola (confesso que mais gostoso do que o meu, pois o sabor se assemelhava mais ao que estamos acostumados). Conrado foi também de carne de carneiro com um molho apimentado e Carol foi de cubos de frango ao molho de manteiga, limão e cebola.

2015-03-31 ETIOPIA

E nada de talheres para comer. Tínhamos 2 opções: a nossa própria mão ou a injera (definição by Wikipedia = ”Injera são uns grandes crepes feitos com farinha fermentada em água durante 2-3 dias e depois assados numa chapa de ferro ou numa placa de barro, que se colocam sobre um fogão; devido à fermentação, as injera são húmidas e fofas e são colocadas sobre um prato onde se serve o wot ou outra comida da culinária da Etiópia”).

E para fechar nossa aventura culinária, pedimos um café Etíope que é servido com uma pequena cerimônia. Eles torram os grãos na hora e trazem a nossa mesa para cheirar e aprovar o aroma e depois nos servem o café fresquinho junto com pipoca, isto mesmo, pipoca levemente salgada. Se ficou curioso, da uma olhada no processo desta cerimônia clicando aqui.

2015-03-31 ETIOPIA3

Esta entrada foi publicada em Comida, Projeto Gourmet, Toronto. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s