A história do nosso banquinho

Resolvi escrever este post, pois é muito interessante como em coisas aparentemente simples, temos percepções diferentes e as vezes até complicamos.

Com a chegada da primavera, começou a temporada de compras para o jardim e quintal. Uma das aquisições que fizemos foi um banquinho para colocar do lado de fora da nossa casa, para poder curtir o bom tempo (não aguentamos mais ficar em lugares fechados), ver as crianças brincando e ate bater um bom papo com os vizinhos.

8838

Quando chegamos em casa com o banquinho, ficamos nos questionando se iríamos colocá-lo lá fora sem afixar no chão (pensamento acho que bem típico da maioria dos brasileiros, pois sempre vem aquela idéia de que alguém pode roubá-lo). Mas como ainda estava muito frio, resolvemos colocá-lo na garagem.

Foi ai que aquilo começou a me incomodar, todo dia via aquele banquinho ali na garagem, e fiquei pensando no porque alguém ia querer roubar nosso banquinho e se realmente fazia sentido fixá-lo no chão.

Nas minhas andanças e corridas pela vizinhança, praticamente todos os vizinhos que tem um banquinho, ele não está fixado no chão e comentando o assunto lá no trabalho, o pessoal ficou me olhando com uma cara de quem não está entendendo nada e me questionaram do porque este receio.

Acho que não comentamos aqui no blog, mas tivemos uma experiência negativa há um tempo, quando alguém roubou a nossa bicicleta no quintal quando morávamos em outro lugar. Nosso quintal era aberto, (sem cerca e todo mundo tinha acesso a ele) e ainda por cima eu não trancava a bicicleta nem com cadeado (dei mole ne..rsrs).

Para fechar a historia, resolvemos colocar o banquinho la fora SEM nenhuma proteção.  E esperamos usufruir dele por bastante tempo.

Temos sempre que agradecer (e o fazemos sempre) por morar em um país onde o índice de criminalidade é um dos menores do mundo. Um país onde ainda é possível esquecer um celular no trem e provavelmente encontrá-lo no mesmo lugar ou nos achados e perdidos, um país onde as casas não precisam de muros e onde podemos andar com seguraça. É claro que existem exceções sim, mas aqui elas realmente são exceções e não rotina.

Ótima semana para todos.

Esta entrada foi publicada em Casa, Diversos, Mississauga. ligação permanente.

2 respostas a A história do nosso banquinho

  1. isabellaglaf diz:

    Que legal, acompanho o blog as vezes, desde que estava pesquisando médicos para fazer meus exames para também vir pro Canada (fui no mesmo que vocês, em BH, e achei o nome dele aqui). Eu moro em Kelowna, BC, e aqui eu já vi um banquinho preso a uma corrente que foi presa ao chão com cimento, mas isso é numa rua mais movimentada e em frente a um sebo. Um abraço, Isabella.

  2. Bem legal o blog de vocês. Passando pela primeira vez. Quanto a história da bicicleta, é bem comum o roubo de bicicletas por aqui, mas fique tranquila que acho que o banquinho estará seguro.🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s