Sentimentos confusos

Tristeza e alegria se misturam. É assim que se sente um imigrante quando faz uma visita ao seu país de origem e volta ao país de imigração. Que semana difícil está sendo essa pra mim!! Duas semanas atrás, eu estava completamente eufórica, fazendo mil planos para nossa viagem e na expectativa de rever todos. Chegou a grande semana e foi tudo maravilhoso! Fomos paparicados o tempo todo e pudemos desfrutar da maravilhosa presença das nossas famílias e amigos. Curtir o casamento da Dri e tudo mais. Mas aí, chegou a hora de vir embora… No domingo mesmo, comecei a ficar “esquisita” e ainda não tinha detectado o que era.  Ao chegar aqui na segunda cedinho, tive a certeza do que era… saudade… vontade de ficar… Tava tudo tão bom!! Mas eu sabia e ainda sei que estava tudo muito bom por se tratar de uma semana atípica de todas as outras. Parei e me lembrei de como eu estava há 1 ano atrás doida pra vir para o Canadá; como foi difícil todo o processo até aqui e como estamos sendo abençoados. Seria muita injustiça minha reclamar de alguma coisa. Mas quem disse que estou reclamando?? Estou apenas sentindo falta… Sentindo falta do mixto quente de manhã que meu sogro preparava com tanto carinho, do pão de queijo da minha mãe que comi quase meio tabuleiro sozinha, do abraço gostoso da Luísa, das conversas jogadas fora, do sorriso da Duda e de mais um tanto de coisa… Coisas que skype não resolve… Como já disse em vários posts atrás “Toda escolhe requer uma renúncia.” Mesmo diante desses momentos tão difíceis, continuo dizendo, tá valendo a pena! O próximo encontro?? Se Deus quiser será aqui em Toronto em setembro, onde meus sogros irão fazer a primeira (de muitas) viagem internacional deles.
E pra vcs que ficam aí no Brasil, não abandonem minha mamãe!! Ela liberou mais uma filha para bater asas e buscar seus sonhos… Mãe, te amo e te admiro muito!

Esta entrada foi publicada em Brasil, Familia, Sentimentos. ligação permanente.

4 respostas a Sentimentos confusos

  1. César diz:

    Não é fácil mesmo ficar longe de quem se ama. A única coisa boa é que quando temos oportunidade de vê-los, cada segundo é mais do que especial.
    Pena que parece que o tempo voa.

    E a vida segue…

  2. Thais diz:

    Amiga,

    O seu sentimento é igual o nosso, sentimos saudades e ve-los por aqui foi muito bom.
    amamos vcs e estão fazendo falta.

  3. Carla diz:

    Ola Aline e Cristiano,

    Desculpa incomoda-los…sei que nao me conhecem mas meu nome eh Carla e entrei no blog de vcs ontem por acaso, pois estou pesquisando possibilidades de ir para o Canada com meu noivo! Nos moramos nos EUA por muitos anos, porem desiludidos com as leis imigratorios americanas, voltamos ao Brasil! Estamos aqui ja ha 8 meses, estou dando aulas de ingles pois me formei nos Estados Unidos como professora e meu noivo nao eh formado, mas tem 10 anos de experiencia como carpinteiro e construtor nos EUA. Andamos lendo muito o Canadian Citizenship Website, mas estamos um pouco inseguros, pois meu noivo nao tem formacao, apenas experiencia na area. Vi que na lista de profissoes aceitas pelo Skilled Worker tem carpinteiro, construtor e professor de universidades ou outras areas vocacionais. Voce acha que temos chances sinceras de conseguir esse work permit? Tenho apenas uma formacao, nao sou pos graduada ou mestre. Fiz o teste e atingi 61 pontos, que nao eh muito…! O que acham? Se o primeiro processo nao for aceito, eles reembolsam o dinheiro?

    Espero que possam nos responder…

    Muito obrigada,

    PS: Nao temos acentos nesse computador, sorry!

    Carla

    • Paloma diz:

      Aline e Cristiano,
      Sinto essa “estranheza” que voces mencionaram toda vez que viajo ao Brasil. Embora eu esteja morando fora ha mais de 7 anos, ainda nao consegui me acostumar a ir ao aeroporto e deixar minha familia e amigos pra tras. Sempre da aquele aperto no peito. Acabei de passar por isso ha 2 dias quando retornei aos EUA, dessa vez deixando pra tras nao so minha familia mas tambem o Rogerio, que nao pode voltar comigo aos EUA por ter vivido ilegalmente.
      Nao sei se viram em nosso blog (indomaispronorte), que tivemos que comparecer a uma entrevista junto ao consulado em Sao Paulo, pois vivemos como common-law-partners, e o oficial responsavel pelo meu processo descofiou que nossa relacao nao fosse legitima. Valeu a pena o Rogerio ter deixado tudo pra tras a curto prazo, pois o reultado nao poderia ter sido melhor. La mesmo, depois da entrevista pediram nosso passaportes para a emissao dos vistos.
      Ja estou de volta nos USA para comecar a organizar nossa mudanca pra Toronto.
      Acabei de ler o comentario de Carla que aparentemente tem uma historia parecida com a nossa. Se possivel, gostaria de lhes pedir que passe a ela nosso contato: indomaispronorte.blogspot.com ou meu email: palomaleixo@yahoo.com.br
      Desejo-lhes muita sorte e tudo de bom!!!
      P.S. Nos tambem amamos NY, e esse e um dos motivos pelos quais queremos continuar morando na costa leste!
      Abracos,
      Paloma

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s