Qual o preço do seu tempo?

Estamos em falta com nosso blog, mas tem momentos na nossa vida que temos que dar prioridades pra certas coisas e assim, outras ficam de lado temporariamente. Muitas coisas aconteceram nesses últimos meses: perdas e ganhos, mudanças e estabilidade, decisões e dúvidas. E tudo isso faz parte da vida, afinal, sem essas “emoções” a vida seria bem sem graça, né?
Já tem um tempo que comecei a escrever um post e acabei não finalizando-o. Queria falar um pouquinho sobre maternidade. Não é assunto novo nem aqui no nosso blog nem no mundo virtual, mas cada mãe tem sua visão e experiência e eu gostaria de compartilhar mais um pouquinho da minha jornada até então, poucas semanas depois da nossa pequena completar 2 aninhos.
Escrevi esse post quando ainda estávamos no Brasiiiiil…. Curtimos o nascimento da minha sobrinha Cecília (linda de viver!) e aproveitamos pra descansar um pouquinho também, e obviamente, desfrutar da maravilhosa companhia da família e amigos. Mas isso é assunto pra outro post em breve….

Sem dúvida alguma, o ‘item’ essencial para se ter durante a gestação e por todo o resto da vida é o tão falado AMOR. Isso foi escrito há muitos anos atrás, em vários livros e principalmente, nos livros da Bíblia. Mas não vim falar sobre esse item hoje. Quero compartilhar outro sentimento que tem me feito tomar grandes decisões.

Além da paciência, criatividade, carinho, e etc, descobri que a maternidade/paternidade precisa de muuuita DISPONIBILIDADE. Sim, disponibilidade. Podemos chamar também de dedicação, abnegação ou disposição. Todas essas palavras fazem parte do mesmo contexto ao meu ver. Desde a gravidez, abrimos mão de muitas coisas em prol de um ser que ainda é menor que um amendoim. Abrimos mão de roupas da moda e sapatos de salto alto, de uma reforma da casa e de um passeio de mergulho, de pintar os cabelos brancos e de fazer um curso de francês. Quando nasce, precisamos estar disponíveis/dispostos pra acordar a cada duas horas, a comer comida fria, a tomar um banho de 3 minutos, a trocar todo o guarda-roupa. A gente abre mão das festinhas de casais e cineminhas no sábado à noite, abre mão de uma maquiagem bem feita ou unhas pintadas com capricho. O orçamento doméstico também precisa estar disponível para mudanças. Ao invés de um sofá novo, um guarda-mini-roupas, ao invés de queijos finos e chocolates, uma variedade de frutas e comidinhas saudáveis. Quem também passa pelo crivo da disponibilidade para mudanças é o tão procurado senhor TEMPO. Soneca do domingo à tarde não existe mais -para os pais, é claro – enquanto o bebê dorme, todo o resto da casa ‘te chama’. Pra sair no horário, precisamos nos preparar com algumas horas de antecedência e ainda chegar atrasados de vez em quando. Principalmente se a criança já estiver na fase do desfralde. Coloca a criança no vaso com bastante antecedência, mas ela só resolve  ‘fazer o serviço’ na hora que ela já está sentada na cadeirinha dentro do carro.
E pra não deixar de falar que toda a comunidade precisa estar disponível para receber o novo ser humano. Isso inclui parentes, amigos, vizinhos, como também os empregadores dos pais, os supermercados, a cidade. O nascimento de um bebê mexe com todos e como diz o ditado africano: “É preciso uma aldeia inteira pra se educar uma criança.” Isso é a mais pura verdade. Ninguém educa um filho sozinho.

Descobrimos que a disponibilidade do nosso tempo estava muito restrita e estávamos desfrutando pouco da companhia da Manu e como todos sabem, time flies! Assim, depois de 10 longos meses (depois que acabou a minha licença-maternidade) resolvemos tomar a decisão de nos dedicar mais a ela e eu pedi demissão do meu trabalho. Já se foram quatro meses que me dedico tempo integral à Manuela, minha casa e meu esposo. Que decisão difícil! Mas que decisão acertada! Ainda estamos nos ajustando; temos planos para que eu volte a trabalhar, mas por menos horas diárias ou semanais e também mais próximo de casa. Cremos que cada casa, cada família funciona de um jeito e só os pais sabem o que melhor se adequa dentro da sua realidade.

Depois vou postar sobre minhas atividades com Manuela durante esses meses. Como é bom saber que estou dedicando esse tempo pra ela (ou será pra mim?!?) e que já estou colhendo frutos dessa escolha.

img_9258

 

Publicado em Educação, Familia, Sentimentos, Trabalho | Publicar um comentário

Combo 3 em 1

Parte da série: Pontos turísticos de Toronto e redondezas

No início de julho, tivemos um fim de semana prolongado em celebração ao dia do Canadá, 1 de julho. Clima extremamente favorável para passeios, picnics, caminhada e tudo mais que se puder fazer do lado de fora das quatro paredes. E assim fizemos e não perdemos um minutinho sequer, começando na quinta-feira final da tarde – pré-feriado.

Quinta-feira, 30 junho – Parquinho

Esse não é exatamente um ponto turístico da cidade, mas a fofurice da Manuela é tanta que resolvi incluir no post e deixar uma diquinha… Por quê não?!? Rsrs.

Toronto, Mississauga e as demais cidades da GTA são recheadas de parques. Alguns apenas com um gramado e árvores para você se sentar e relaxar, outros com brinquedos de parque para crianças (balanço, escorregador, etc), outros com o tal do “splash pad” (não sei a melhor tradução, mas a ideia é uma área com vários tubos por onde sai água para as crianças se refrescarem), outros com trilhas  para caminhadas e pedaladas. Enfim, você não precisa gastar nem um tostão para se divertir, se esse for o problema.

Aqui você acha os parques de Toronto e aqui os parques de Mississauga.

Sexta-feira, 1 julho – Canada Day – Downey’s Farm

Fomos convidados pela nossa querida amiga Adriana para passar o dia com ela e sua turma na fazenda. É uma fazendo de verdade, para aqueles que acham que não existe fazendas no Canadá por causa do frio. Tem plantações, bichos, flores e barro. Mas o povo aqui é bem criativo e esperto e abre as portas das fazendas para o público na época das colheitas (maio a setembro). Cada fazenda tem sua especialidade, essa que fomos por exemplo, se colhe morangos e framboesas em julho, maçãs em agosto e abóboras em setembro.

Eles geralmente oferecem diferentes brinquedos para as crianças. Veja alguns deles nas fotos abaixo. Desculpe-me pelo grande número de fotos, mas foi difícil selecionar…rs.

Além disso, proporcionam a oportunidade das crianças terem contato direto com os animais. Havia um mini curral com vários tipos de bichos lá e muitos deles ficam soltos, andando entre os turistas curiosos. Pra mim, duas coisas me fizeram rir muito: uma placa que dizia assim:

“Esses são animais de verdade. Eles podem morder.
Tente não se mostrar muito apetitoso.”

e a outra coisa foi presenciar o estresse de uma galinha tentando fugir de uns meninos pentelhos. A criançada daqui não tem costume de ver galinhas vivas, então ficam altamente empolgadas quando encontram com uma… Pobre galinha…rsrsrs.

Difícil dizer do que a Manuela mais gostou: se dos brinquedos, dos morangos ou dos bichinhos, ou é claro, da presença da amiguinha Amy.

 

Sábado, 2 julho – Lakeside Park

O sábado foi mais relax, pois como a temperatura estava super agradável mas não o suficiente para irmos pra água, (piscina, lago, mangueira ou qualquer outra coisa que tenha água) resolvemos ir para um parque perto de casa. Como falei acima, o Canadá é cheio de parques. Fomos no Lakeside Park que como o próprio nome diz, fica às margens do Lago Ontário. Fizemos um picnic style e enquanto as crianças brincavam na areia/parquinho/splash pad, nós adultos estávamos curtindo preguiça debaixo da sombra de uma bela árvore. Bem, na verdade, os momentos de ficar curtindo preguiça debaixo da árvore foram raros porque tínhamos no total 3 crianças abaixo de 3 anos, então, você já imagina que não foi assim tããão relax….rsrs. Enquanto um sobe num brinquedo muito alto, o outro come areia e o outro…. Cadê o outro?!? …rsrs.

 

Domingo, 3 de julho – Bronte Creek Provincial Park (piscina)

Acordamos com muitos planos de lugares para ir, mas  sem nada concreto. Brincando com Manuela no jardim, percebi que o dia estava lindo e o clima perfeito pra piscina. Bora nadar! Arrumamos nossa malinha, que aliás, tem ficado semi-pronta nesses dias de verão, e partiu piscina! Convidamos mais uma vez a Adriana e família e eles se juntarem à nós algumas horas depois que já havíamos chegado no lugar. Esse piscina fica no Bronte Creek Park em Oakville. É sem dúvida, uma das maiores piscinas que já vi. Como toda boa água canadense, a água é ge-la-da. Não tem como ser diferente, não dá tempo da água esquentar considerando que ela ela estava congelada até pouco tempo atrás. Enfim, o jeito é se enfiar de cabeça e tremer todinha. Ou então você quase nunca vai entrar nas águas naturais daqui.

Esse parque também tem uma área de camping e uma mini fazenda. Ainda não conhecemos essas duas atividades que eles proporcionam aos visitantes.

O valor é bem acessível, principalmente para uma família grande. $17 por carro e $3,25 para adultos. Eles possuem uma lanchonete lá com fast food, que é gostoso e não é caro. Se você quiser levar seu lanche, more than welcome. E se quiser fazer seu ‘churras’, é só ir pra área reservada para tal.

Como pode ver, a gente adora explorar nossos arredores e no verão, não paramos quietos em casa nem um fim de semana. Curtição do início ao fim!

Publicado em Coisas que gosto de fazer, Diversão, Mississauga, Parques | Publicar um comentário

Ontario Summer Games 2016

Não é novidade para ninguém de que os olhos do mundo esportivo estão voltados para Rio 2016 e como um apaixonado por esportes, não escondo minha frustação tristeza em não poder presenciar estes jogos olímpicos tão esperados. Provavelmente os ultimos jogos olímpicos que eu teria a chance de ver acontecendo no Brasil. Mas isto não tira minha animação em acompanhar pela a telinha as competições.

Em outro nível técnico esportivo, vários jovens atletas estarão participando dos jogos de verão de Ontário que este ano acontecerá em Mississauga durante os dias 11 e 14 de Agosto. Os jogos de verão de Ontário ocorrem a cada 2 anos e quando vi que Mississauga seria sede dos jogos, fui pesquisar mais sobre o evento:

– Serão 3.500 atletas de toda a província de Ontário

– Idade entre 12 a 18 anos

– 34 eventos esportivos

– 22 locais

– Todos os eventos são gratuitos, exceto a cerimônia de abertura

O Canada está longe de ser uma potência esportiva e apesar de ter uma sólida base de atletas, a grande maioria não se profissionaliza quando se chega aos anos universitários. Mas o que percebo é que os esportes fazem parte da vida da maioria das famílias canadenses, seja nos centros comunitários, escolas ou campos espalhados pela cidade com as ligas de baseball, futebol, tênis, basquete, volei e por ai vai. E claro os esportes de inverno, onde aí sim, somos uma potência mundial.

Entao se voce está na grande Toronto e quer ver a nova geração de Ontário competindo, dê uma olhada no site do evento e faça a sua programação.

Algumas dicas para aproveitar o verão e ainda assistir aos jogos de verão de Ontário:

Jack Darling  Park: O parque vai ser a sede do triatlo para atletas de 15 e 16 anos. As competições serão logo pela manhã, entao dá para acompanhar os atletas e depois aproveitar este parque que é um dos mais concorridos e bonitos de Mississauga. O parque tem um belo parquinho para as crianças, splash pad, prainha e uma bela vista de Toronto.

Lakefront Promenade: O parque vai ser a sede do volei de praia feminino e terão competições durante todo o dia na sexta, sábado e domingo. Entao dá para curtir algumas partidas e ainda fazer uma caminhada neste belo parque e marina.

Erindale Park: O parque será a sede das competições de arco e se você acha esta competição um pouco entediante, ainda assim recomendo a visita a este parque. Ele tem uma bela trilha (Culham Trail) que margeia o Credit River e parece não ter fim (são 12 kms de trilha que se inicia no Erindale Park). Este parque vale a visita em qualquer estação do ano.

_MG_2277

Lakeside Park: O parque será a sede das competições de ciclismo de rua. Apesar de não ser um parque muito popular de Mississauga, gostamos bastante de lá, pois ele é normalmente bem tranquilo de se achar estacionamento, tem um belo parquinho e splash pad para as crianças e uma praia (não apropriada para banho) de pedras com uma bela vista de Toronto.

 

Publicado em Esporte, Mississauga | Publicar um comentário

Toronto Islands / Ilhas de Toronto

A atração de hoje são as ilhas de Toronto, uma das nossas atrações favoritas na cidade de Toronto. Ideal para conhecer de maio a outubro, sendo o verão a estação que a gente aproveita mais.

toronto-island-006

Vista do ferry saindo de Toronto

Basta Pegar o ferry no Jack Layton Ferry Terminal (que a propósito, vai passar por uma grande reforma) e em 20 minutos estará em um dos 3 pontos da ilha: Centre Island, Ward’s Island ou Hanlan’s Island.

Dica: no verão, as filas para o ferry podem ser bem grandes, portanto compre o ingresso antecipado online e você não precisará enfrentar a fila da bilheteria.

DSC01889

Tia Emilia de modelo na ilha

A grande maioria das pessoas pegam o ferry que leva para a Centre Island, nós na verdade preferimos pegar o ferry para a Ward’s Island (parte leste da ilha), pois lá tem a praia que preferimos. Realmente a parte central da ilha é onde ficam localizadas grande parte das atrações, então se for a primeira vez visitando a ilha, talvez seja melhor começar pela Centre Island.

DSC00032

A ilha é razoavelmente grande para caminhar toda a pé, são aproximadamente 5 quilômetros de ponta a ponta. Minha recomendação é levar sua bike ou alugar uma seja em Toronto ou na própria ilha. A barraca de aluguel de bicicleta fica localizada na parte central da ilha e vale ressaltar que as bicicletas alugadas na ilha parecem ser da década de 20, então já vá preparado para praticar uma boa pedalada.

Nossa primeira visita quando chegamos no outono de 2009

Nossa primeira visita quando chegamos no outono de 2009

A ilha possui basicamente 4 praias para banho, como disse, nossa preferida é a Ward beach. As outras são Centre Beach, Gibraltar Point Beach e Hanlan Beach. Atenção que a praia Hanlan é uma praia de nudismo (e o povo fica pelado mesmo!) e também conta com grande público gay. Nossa experiência foi digamos, traumatizante…hahahaha!!

Agosto de 2014 na Ward beach

Agosto de 2014 na Ward beach: Luísa, Aline e Manu (na barriga)

DSC01897Além das praias, os principais pontos para visitação na ilha são um mini zoológico, um parque de diversão na Centerville, uma igrejinha, algumas marinas, uma galeria de arte, o farol Gibraltar, quadras de tênis e por aí vai.

 

_MG_5369

Igrejinha

Igrejinha

Como podem ver, tem muita coisa e um dia lá passará muito rápido e provavelmente não conseguirá ver tudo. Além é claro, dos eventos que ocorrem durante o ano: Dragon Boat Race, corrida de rua, festivais, etc, etc. Já fomos várias vezes na ilha e basta ter uma visita aqui em casa que a Toronto Islands está sempre na lista de lugares pra passear.

IMG_20140907_103235 (2)

Longboat race 2014

IMG_6477

Longboat race 2015

Opções de refeição: O legal é levar as coisas para fazer um belo picnic, mas se por algum motivo não der para levar, opções é o que não faltam. Bem no centro da ilha tem uma lanchonete que vende pizzas e cachorro quente e no parque de diversão também tem uma pequena praça de alimentação. Já ao leste da ilha, está o Island Café e Rectory Café. Bem do lado da doca da Centre Island tem um restaurante que se chama Shopsy’s (ainda não fomos nesse).

IMG_20140907_135451 (2)

Vista do ferry boat saindo da ilha

Publicado em Atrações, Diversão, Esporte, Familia, Fotos, Toronto | Publicar um comentário

Unionville – Markam – Ontário

Assim que chegamos na cidadezinha histórica de Unionville em Markam, minha mãe olhou para mim e disse: “Nossa, quando acho que ja conheci todos os lugares em Toronto, vocês sempre encontram outros mais bonitos para me trazer.”

E foi assim, sem muita pretenção que fomos passar o dia no vilarejo histórico de Unionville em Markam. Fundada em 1794, o vilarejo se resume a uma rua principal, um lago e uma estação de trem, tudo isto dentro de um bairro residencial na região de Markam/Ontário.

IMG_8379

No final de semana que visitamos, estava acontecendo o festival de rua de Unionville, mas eu recomendo visitar o local em qualquer época do ano (no inverno, o lago é uma grande pista de patinação). Para admirar as construções históricas da Main St., recomendo inclusive a visita em um dia mais tranquilo.

IMG_8397

Uma das atrações do festival de rua era um passeio de trem entre as estações de Unionville (uma das mais antigas do Canadá) e Markham. Este passeio somente acontece em dias especiais, mas se você quiser fazer um passeio em um antigo trêm, durante todo o verão acontecem passeios entre Uxbridge e Stouffville. Detalhes no site da York-Durham Heritage Railway (destaque para as crianças que gostam do desenho “Thomas the Tank Engine”, pois eles tem um passeio especial em Agosto com direito a conhecer Sir Topham Hatt).

IMG_8449

Ficam aqui algumas fotos deste nosso passeio:

Main St.

Main St.

IMG_8416

IMG_8456 IMG_8457

Levamos nosso lanche para comer no passeio de trem.

Levamos nosso lanche para comer no passeio de trem.

Publicado em Atrações, Familia, Parques, Toronto | Publicar um comentário

Cayo Santa Maria – Cuba – Resort Iberostar Ensenachos

E mais uma vez comprovamos que Cuba tem as praias mais bonitas que já conhecemos. Acabamos de voltar de 1 semana em Cayo Ensenachos, uma ilha na ilha de Cuba e desta vez não saímos do Resort para nada. Por isto o post será um review do Resort Iberostar Ensenachos.

O ponto vermelho é onde fica a ilha de Cayo Ensenachos.

O ponto vermelho é onde fica a ilha de Cayo Ensenachos.

Nosso pacote foi com a Sunwings, empresa canadense de turismo, e não tivemos do que reclamar. Nosso voo saiu cedo de Toronto e em menos de 4 horas já estávamos em solo cubano. Viajamos com nossos passaportes canadenses e meus pais com passaportes brasileiros. Para ambos os casos, bastou preencher um formulário que era nosso visto para entrada no país. Porém, se você viaja do Brasil para Cuba direto, acredito que precisará de solicitar o visto com antecedência no consulado cubano no Brasil.

Um ponto negativo desta região de Cuba é que se gasta 1 hora e 40 minutos de transfer até chegar no resort; porém neste percurso, se vê um pouco de pequenos vilarejos cubanos e se passa pelos 48 kms de estrada construída no meio do mar para chegar as ilhas.

DSC05152

Estrada contruída no meio do mar caribenho à caminho do paraiso.

O Iberostar Ensenachos é um complexo de 3 resorts em 1. Ficamos na parte central, que se chama Park Suite, onde é voltado para famílias com crianças. Eles ainda tem uma ala somente para adultos e outra mais afastada mais VIP.

Chegando no Iberostar

Entrada do Iberostar

iberostar-ensenachos-hotel-950

Como se pode ver acima, o resort possui 2 praias: Megano e Ensenachos. Fomos somente 2 vezes na praia Ensenachos, pois gostamos mais da Megano, que também era mais próxima do nosso quarto 🙂

Praia Megano (maioria dos dias parecia uma grande piscina)

Praia Megano

DSC05172

Praia Megano (maioria dos dias parecia uma grande piscina)

Praia Ensenachos, ótima para fazer snorkel próximo as rochas.

Praia Ensenachos: ótima para fazer snorkel próximo as rochas

O resort possui diversas atividades e praticamente todas inclusas no pacote:

Ponto náutico com caiaques, pedalinho, barco a vela.

DSC05178

Aulas de tênis com o Reno Lopez. O Reno é um ex-atleta cubano que já disputou torneios da ATP e foi um privilégio ter feito algumas aulas com ele. Ele é bem famoso com uma galerinha canadense que vai sempre para o Resort, então se você curte tênis, sugiro ir bem cedo na área das quadras e marcar seu horário com ele.

Fazia 1 hora de aula com ele.

Aulas de tênis com Reno

Snorkel – A vantagem deste resort é que você não precisa fazer uma excursão para fazer snorkel em um lugar bacana. Na praia Megano tem uma embarcação naufragada que se tornou uma ‘casa’ para uma boa variedade de peixes e na praia Ensenachos tem um paredão rochoso que tem muitos peixes diferentes – vimos até uma arraia 🙂

Com este mar, nem precisava de snorkel para ver os peixes

Com este mar, nem precisava de snorkel para ver os peixes

DSC05442

DSC05433

Outras atividades eram pilates, vôlei, bingo, academia, tiro, hidroginástica no mar e por aí vai (com certeza, estou esquecendo de várias…rsrs)

Alimentação

Uma coisa que muitos turistas reclamam em Cuba é sobre a alimentação, e realmente se compararmos com outros resorts do mesmo nível no México ou República Dominicana, os cubanos ficam um pouco atrás, mas nada que se você não for muito exigente irá se importar. Mas no quesito simpatia, eu coloco os cubanos em primeiro lugar.

O Iberostar Ensenachos Park Suite possuiu 1 buffet (Ventanas) e 4 a la carte: Japonês (Azia), Mediterrâneo (La Punta del Pirata), Italiano (Palazzo) e Cubano (Padilla). Nós experimentamos os 3 últimos e sem dúvida, o Mediterrâneo é o melhor de todos.

 

Manu adorou as frutas

Manu adorou as frutas frescas

Restaurante Cubano

Restaurante cubano Padilla

Restaurante Mediterrâneo

Restaurante Mediterrâneo La Punta del Pirata

Piscinas e parque aquático infantil

Manu sempre queria ficar um pouco mais na piscina.

Manu sempre queria ficar um pouco mais na piscina.

E só servia descer no tubalão :P

E só servia descer no “tubalão” 😛

_MG_8137

E fechamos nossa semana de descanso com um belo pôr do sol visto do restaurante mediterrâneo:

DSC05505

Publicado em Viagens | 2 Comentários

Atrações Canadá – CN Tower / La Tour CN

Percebi que muitas das principais atrações de Toronto e região nunca tiveram um post dedicado somente a elas aqui no blog. Já visitamos várias destas atrações por diversas vezes e curtimos bastante, principalmente quando levamos alguém pela primeira vez e podemos admirar com um novo olhar coisas que as vezes passam desapercebido.

E a CN Tower é a primeira destas atrações que vamos falar. Já subimos umas 5 vezes na torre, porém ainda não fizemos todas as atividades que ela proporciona, mas vamos chegar lá.

Nossa primeira visita em 2007 na nossa lua de mel.

Nossa primeira visita em 2007 na nossa lua de mel.

Se você curte a história dos lugares, pode clicar aqui para ler a história da torre de 553 metros de altura (equivalente à um prédio de 147 andares) e inaugurada em 1976.

Dri e Leo em 2012

Dri e Leo em 2012

As atividades disponiveis na CN Tower são:

Observatórios: Claro que um dos principais motivos de se subir no alto da CN Tower é poder ver a cidade de outro ângulo. E são diversas opções: Andar no chão de vidro (glass floor), LookOut, Terrace, SkyPod (ponto mais alto de visitação da torre).

Nossa segunda visita em 2010 com meus pais.

Nossa segunda visita em 2010 com meus pais.

Restaurante 360: Fomos almoçar no restaurante pela primeira vez no mês passado. O 360 é um restaurante giratório e uma boa opção para uma boa refeição com uma bela vista. Os preços são um pouco mais caros, porém a subida na torre já está inclusa, então recomendo. A dica é verificar qual o horário do por do sol e ir um pouco antes para desfrutar da vista de dia e a noite.

Comemorando o aniversário da Aline.

Comemorando o aniversário da Aline.

Edge Walk: Ainda nao fizemos esta atividade, mas pense na possibilidade de andar pendurado a um cabo no topo da torre? Se te agradou, veja os detalhes no site.

Foto do site EdgeWalk

Foto do site EdgeWalk

Mas se você quer fazer algo diferente e ainda ajudar uma boa causa (WWF, United Way), você pode subir a torre pelas escadas (1776 degraus) no CN Tower Climb.

A CN Tower é um dos principais pontos de visitação da cidade, se não o principal, e vale muito a experiência. Para todos os detalhes de horários, preços e atividades, recomendo sempre o site oficial da torre, pois sempre estão com alguma novidade acontecendo.

Vista a caminho da Toronto Island

Vista a caminho da Toronto Island

Vista do Rogers Centre quando aberto..

Vista do Rogers Centre quando aberto..

Publicado em Atrações, Diversão, Toronto | Publicar um comentário